PIX, Cartão ou Ted? Qual é o meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros?

PIX, Cartão ou Ted? Qual é o meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros?

Novas pesquisas mostram preferências de consumidores brasileiros: Pix está em segundo lugar, após os cartões.

Os meios de pagamento preferidos dos brasileiros mudaram com o surgimento do Pix, o arranjo de pagamentos instantâneos do Banco Central.

As estatísticas do Banco Central mostram que o Pix já superou a quantidade de transações de TED, DOC e boleto somadas. Contudo, esse crescimento está voltado principalmente às transferências eletrônicas, e menos em pagamentos no varejo. Afinal, apenas 13% das transações no Pix são pagamentos de pessoas para empresas.

Enquanto o cartão segue sendo o meio de pagamento preferido para compras, especialmente no e-commerce, o Pix ganha pela praticidade e confiança – é o que sugerem pesquisas recentes.

Pix é segundo meio de pagamento preferido dos brasileiros

Segundo levantamento da Fiserv, os cartões e o Pix são os meios de pagamento preferidos dos brasileiro. Em comparação a 2019, as maiores mudanças no estudo foram o surgimento do Pix (70% dos entrevistados passou a usar o Pix desde seu lançamento) e a queda no uso do dinheiro em espécie (52% dos entrevistados passou a usar menos o dinheiro após a pandemia da Covid-19).

O Pix é campeão da confiança: 66% dos usuários o consideram um meio de pagamento seguro, acima do dinheiro em espécie (57%) e cartão com chip na maquininha (56%).

Veja o ranking completo abaixo:

Ranking do consumidor: meios de pagamento preferidos (Fiserv)

Cartões são o meio de pagamento favorito dos consumidores, seguido pelo Pix.

O Pix no e-commerce: aumenta aceitação, mas uso ainda é tímido

A adoção do novo arranjo de pagamentos instantâneos como forma de pagamento no e-commerce está avançando. Segundo pesquisa da consultoria GMattos, a aceitação do Pix nas lojas online triplicou entre janeiro e julho deste ano. De acordo com o estudo, a vantagem do Pix para os varejistas online está na alta taxa de conversão: acima de 90%. Nas compras com cartão de débito, essa taxa é de 30%.

Outra pesquisa, realizada pelo Reclame Aqui, estima que 59% dos usuários do Pix já o utilizaram para alguma compra online.

Apesar da abertura dos usuários para usar o Pix e aceitação cada vez maior nos sites de vendas, o volume de compras pagas com o pagamento instantâneo ainda é relativamente baixo. Segundo o levantamento da Neotrust sobre vendas no e-commerce, 4% dos pagamentos foram realizados via Pix no 1º semestre de 2021. Esse número é baixo comparado a 70% do cartão de crédito e 21% do boleto.

Bem-vindo ao site do Instituto Propague. Para uma melhor experiência de navegação coletamos cookies. Ao continuar acessando este site você concorda com nossa Política de Privacidade.

Aceitar